Sementeiras, uma forma de restauro ecológico
02 Fev 2022
Sementeiras, uma forma de restauro ecológico
Partilhar

Crónicas de campo #11

Na crónica do mês, falamos sobre as sementeiras na recuperação de habitats. Este método de reflorestação, pode ser uma forma interessante e viável de reintroduzir vegetação no terreno.

Quando falamos em reflorestação, há três metodologias possíveis para o fazer: através da plantação, da estacaria e da sementeira. A sementeira, entre as demais, é a forma de reintrodução de flora mais próxima da regeneração natural, dado que as sementes irão germinar diretamente no local em vez de serem produzidas em ambiente controlado de viveiro. Para além do fator referido, existem outros que poderão ser interessantes de considerar, ora vejamos quais:

  • Plantas mais resilientes, que desde a germinação se adaptaram às condições do terreno, em solo e clima, para vingar;
  • Preservação de banco seminal regional/nacional, havendo recolha de sementes de proximidade e selctiva de indivíduos saudáveis;
  • Acelerar a dispersão do banco seminal regional/nacional, quando a sementeira é feita em áreas onde os indivíduos adultos não existem;
  • Criar orlas de reflorestação mais orgânicas e densas, com potencial para acelerar a consolidação da área de intervenção e, assim, criar um efeito rápido de sebe.

Apesar de, até ao momento, a forma principal de reflorestação da associação ter sido através da plantação, a sementeira tem sido considerada um método esporadicamente testado, nomeadamente na Azóia no Parque Natural de Sintra-Cascais, em Afonsim na Serra do Alvão e na propriedade privada da Vidigueira. Em todas as áreas, nesta época de reflorestação, foram recolhidas sementes a nível regional/nacional e a sementeira feita de modo distinto.

Na Azóia, foi semeada uma mistura de espécies arbustivas (murta, medronheiro, gilbardeira e Daphne laureola) de origem regional em orlas entre as linhas de plantação.

Em Afonsim, foi feita a sementeira dispersa, em zonas de regeneração natural de matos, com apenas uma espécie arbórea (carvalho-alvarinho) de origem nacional.

Na Vidigueira, foram semeadas sebes lineares apenas de espécies arbóreas (sobreiro, azinheira e carvalho-cerquinho) ao longo de tubos de rega gota-a-gota, com sementes de origem regional.

A realização de sementeiras nas áreas é vista como uma intervenção estratégica, não só por permitir explorar as vantagens previamente definidas, como também comparar o sucesso entre a plantação e a sementeira enquanto formas possíveis de intervenção no terreno.

Sementeiras, uma forma de restauro ecológico

plantar_uma_arvore

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.