Conservação da natureza (também) no feminino
08 Mar 2021
Conservação da natureza (também) no feminino
Partilhar

Celebrando-se dia 8 de março o dia internacional da mulher, simbolicamente associado a um dia histórico de manifestações de mulheres trabalhadoras, por mais e melhores direitos, numa unidade fabril nos Estados Unidos da América, no século passado, assinalamos também esta data aos olhos dos dias de hoje, pela presença constante e essencial das mulheres no trabalho da Associação.

Em tempos em que a igualdade de direitos, oportunidades, cooperação e diálogo aberto entre géneros continuam a ser valores nem sempre presentes na sociedade e, por acréscimo, nos diversos projetos que a integram, importa, e muito, falar do envolvimento das mulheres na missão da Associação enquanto funcionárias, coordenadoras e voluntárias.

A predominância das mulheres nas equipas de trabalho tem sido uma tendência constante ao longo do projeto, embora não haja uma só explicação para ela. Talvez pela natureza do trabalho, de cuidar da natureza e da comunidade, de gerar vida, de preservar e honrar os ciclos naturais, todas elas condições primárias que, não descurando o envolvimento dos homens, sempre estiveram muito histórico-culturalmente vinculadas às mulheres.

Alguns anos de trabalho passados, é inegável reconhecer que a forma de restauro de bosques nativos que a Associação procura é feito através de um trabalho de persistência, consistência, detalhe, observação, resiliência e…também alguma força física. É uma soma de pequenos resultados a curto prazo, de meses, para resultados maiores a longo-prazo, de anos ou décadas. Lidar com escalas de tempo naturais exige sentido de missão, compromisso, dedicação e a humildade grandiosa de cuidar de vidas que darão frutos para as próximas gerações.

Por outro lado, o verdadeiro cuidado da natureza, para além de incluir o pragmatismo das ciências como a ecologia e a biologia, tem também muito de subjetivo das humanidades como a filosofia e a ética que, no nosso caso, fazendo-se através do voluntariado, também é o contacto e diálogo com a comunidade. É um trabalho que implica gerir o ego e as expectativas de resultados rápidos e fáceis, a flexibilidade para dialogar com a diferença, a capacidade de cativar e acolher quem se quer juntar e participar.

Talvez a complexidade mencionada seja motivo para a identificação e presença frequente das mulheres neste projeto, ou pelo menos assim gostamos de acreditar.

Embora o projeto continue em crescimento, partilhamos alguns números que revelam o seu impacto e presença feminina: dos 5 funcionários, até ao momento, 3 são/foram mulheres, dos 16 coordenadores de atividades 9 são/foram mulheres e dos 85 voluntários internacionais do Life Volunteer Escapes 55 são/foram mulheres.

Ter equipas mistas, onde as oportunidades são dadas em função do mérito e não do género, é um princípio que tem guiado o nosso trabalho e a ver pelos bons resultados, também devido à presença das mulheres, é um motivo de orgulho.

Conservação da natureza (também) no feminino

plantar_uma_arvore

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.